Fogão de indução: você vai ter um

Saiba tudo sobre os fogões que vão habitar nossas cozinhas nos próximos cinco anos.

Clique nas imagens para ampliar.

O design limpo, racional e refinado deste modelo da KUPPERSBUSCH acrescenta, além daquele destinado às panelas normais, uma zona de indução para panelas do tipo Wok.

A tecnologia presente em um fogão de indução não é nova (Faraday 1831), mas ainda não estava sendo utilizada em residências. Agora, o fogão adquiriu o status que sempre mereceu, é o centro das atenções.

Apesar do alto consumo nominal, que chega a 3700 Watts por zona de indução, são incomparavelmente mais rápidos, e portanto mais eficientes e econômicos, que os tradicionais fogões a gás. Essas qualidades não passaram desapercebidas dos responsáveis por cozinhas industriais que já as equipam com fogões de indução, principalmente na Europa, Ásia e EUA.

Assim como ocorreu com os fornos de micro-ondas, no final dos anos de 1970, os fogões de indução vão, sem dúvida, habitar todas as nossas cozinhas em menos de cinco anos.

 

A partir do início de 2008 os brasileiros começam a se interessar pelo fogão de indução.

No Brasil, Portugal e outros países de língua portuguesa, a curva de interesse pelo termo de busca – fogão indução – ainda é muito discreta ou praticamente nula. Note que, desde 2004, o mesmo termo em francês – plaque induction (França, Suíça, Canadá e outros) – sempre foi maior e crescente em relação aos países de língua inglesa, o que de certa forma atesta, a boa receptividade de consumidores reconhecidamente como muito exigentes.

Favorite esta página e acompanhe a evolução do gráfico ao longo dos próximos meses.

 

Fogão de indução – características gerais.

Podem ser encontradas em várias marcas e modelos.

Superfícies: vitro-cerâmica.
Acabamentos: aço, alumínio, vidro preto, branco, prata.
Potências: de 50 a 3700 Watts.
Controles: botões (knobs) e ou touch screen.
Alimentação: 110/220/240 Volts; 50/60 Hz.
Variações: alguns fabricantes produzem modelos híbridos com queimadores a gás ou elétricos.
Manutenção: muito baixa, apenas 0,2% apresentam problemas. Limpeza muito fácil.
Peso: 3Kg com uma zona de indução até 15 Kg com 6 zonas de indução, aproximadamente.
Segurança: não há chama; não usa gás; não há aquecimento da superfície (pode haver transmissão de calor da panela); não liga sem uma panela; desliga automaticamente em caso de superaquecimento.
Eficiência: toda a energia é canalizada diretamente para a panela, não há desperdício para o ambiente. Não emite nenhum tipo de som.
Economia: pode gerar de 70 até 90% de economia de energia se comparado com os fogões à gás ou elétricos de radiação.
Transporte: alguns modelos menores são portáteis.

Funções básicas:
Teclas de programação e ou pré-programadas.
Ajuste preciso de temperatura.
Tecla booster (aquecimento rápido).
Timer e pausa.
Trava de segurança.
Desligamento automático.

Desvantagens:
Não funciona com panelas feitas com 100% de alumínio, cobre, vidro, cerâmica ou qualquer outro material não magnético.
Recomenda-se testar as panelas com um pequeno imã.
É necessária a adequação dos disjuntores para os modelos muito potentes.
Mesmo sendo ajustável, o equipamento possibilita um cozimento muito rápido, portanto é necessário um período de adaptação do operador.
Apesar de resistente o vidro pode riscar ou quebrar.

Fogão de indução BRASTEMP
Dimensões: (AxCxL) 50 x 580 x 510mm.
Alimentação: 220V / 60Hz

Nem minimamente, a zona de indução fica aquecida sem uma panela. O calor é produzido exclusivamente no metal, obrigatoriamente ferroso.

 

Como funciona um fogão de indução?

Clique para acessar vídeo informativo com testes e demonstrações de funcionamento do indutor de eletromagnetismo, tipos de panelas e tempo de fervura em tempo real.

 

Modelo de fogão de indução híbrido.
Modelo KITCHENAIDBAIXAR MANUAL Três queimadores a gás com duas zonas de indução. Dimensões: (AxCxL) 116 x 860 x 510mm. Alimentação: gás e energia elétrica 220V / 60Hz

 

 

Quem liga o fogão é a panela.

Este versátil modelo da MIELE possui 5 zonas de indução em três tamanhos: duas de 0,23m; duas de 0,16m e uma de 0,28m.
Um pegador ou faca, por exemplo, não são reconhecidos como uma panela e a placa de indução não é acionada.

 

Modelo FAGOR IFA-90 AL com 5 zonas de indução

Modelo GAGGENAU com 5 zonas de indução